Voltar para Listagem
  • Compartilhe:

Quem sabe faz "live"

A Cisco, empresa de tecnologia, afirma que até 2021, o tráfego de dados na internet será 80% de vídeo. A pandemia da Covid-19 mostra que isso é um caminho sem volta. O que a sua empresa tem feito para alcançar essa tendência?

A quarentena trouxe uma nova forma de se comunicar e consumir produtos e serviços. Isso pode ser percebido pela explosão mundial das lives, transmissões ao vivo na web, pelas quais artistas, empresários, cientistas, professores e outros profissionais de vários segmentos têm conseguido o tão buscado engajamento do seu público. Segundo a consultoria americana Tubular Labs, houve crescimento de 19% nas transmissões ao vivo pelo Youtube no fim de março. Especialistas defendem que esse será o novo normal após o fim do isolamento social.

Mas porque investir em uma live? Todo mundo já sabe que os vídeos são fundamentais em uma estratégia de conteúdo, afinal de contas, esse tipo de produção gera cerca de 20% mais interações do público do que uma imagem estática (Dados: Rock Content). Imagina se esse vídeo for ao vivo? Além de ser possível testemunhar o crescimento do alcance orgânico, há maior geração de leads, pois o caráter passageiro do formato gera maior curiosidade do público. Se você tem uma loja, pode fazer uma live para apresentar seus produtos ao público e tirar dúvidas. Se você tem uma academia, pode contratar um professor para passar exercícios ao vivo aos alunos matriculados. As possibilidades são muitas.  

A principal dica para quem deseja realizar uma live é planejamento de conteúdo, principalmente se o assunto for de estudo, não apenas entretenimento. Busque sempre a interação com a audiência e não esqueça de testar a qualidade de som e imagem.